Carreira não é só currículo

Home / Carreira / Comportamento / Sucesso / Carreira não é só currículo

Carreira não é só currículo

No mundo corporativo não é raro ouvirmos a máxima: foi contratado pelo seu conhecimento e demitido pelo seu comportamental.

Na minha jornada profissional, tanto como Gestor quanto como Coach, vi muita gente de currículo extraordinário que não conseguia se manter por 6 meses em um emprego. Certamente isso não é por causa da formação, porque títulos não faltavam para ostentar no LinkedIn ou impressionar na entrevista de emprego.

O que faz então uma pessoa não ter sucesso no desenvolvimento da carreira, apesar do excelente currículo?

De bate-pronto, arriscamos dizer que é o comportamental, o que não está totalmente errado. Verdadeiramente é o comportamental que afeta as relações profissionais (e pessoais também) que podem culminar numa demissão. O que eu quero chamar a atenção aqui é para um esquema muito importante que costumo sempre repetir. Pensamento gera sentimento que gera uma ação (ou comportamento). Então tudo começa no pensamento! (saiba mais aqui)

O pensamento sendo a origem de tudo, inclusive dos comportamentos, precisamos perscrutar que tipos de pensamentos alimentamos. E o que ocorre grande parte das vezes é que os problemas estão ligados a questões ainda mais profundas como propósito e valores. Se nossos pensamentos não estiverem harmonizados com nossas convicções mais íntimas, os comportamentos não têm como ser agregadores.

O que faço para ajudar os meus coachees é trabalhar, antes de qualquer tipo de definição de objetivos e planejamento, é o seu autoconhecimento. Buscar valores, propósito, entender motivadores, sabotadores, uma análise profunda, ampla e muito interessante de ser feita. São descobertas fantásticas que, após estarem plenamente na consciência, qualquer objetivo que se trace ou planejamento que se monte, só tem um fim: dar certo. É praticamente impossível uma pessoa que tenha se comprometido com um processo de Coaching, não ter resultados excelentes!

A mensagem que encerro este artigo é que você deve, sim, buscar cursos, formações, línguas, etc. Porém, não esqueça de investir em você, no seu autoconhecimento, no seu desenvolvimento pessoal, sem o qual, você vai virar estatística para a afirmação que iniciei este texto: muitos são contratados pelo conhecimento e demitidos pelo comportamental.

Conheça o processo de Coaching! Agende uma sessão inicial e dê o primeiro passo rumo ao seu sucesso pessoal e profissional!

Grande Abraço,

Ramon Barbosa

Diga o que você pensa a respeito...

www.000webhost.com