A Resiliência como vantagem competitiva

Home / Coaching / Comportamento / A Resiliência como vantagem competitiva

A Resiliência como vantagem competitiva

Muito se tem falado sobre resilência nos últimos tempos, especialmente no mundo corporativo. Normalmente começam te dizendo o que é ser resiliente, de onde vem o termo resiliência, etc. Mas, o que exatamente isso pode trazer de vantagem? Será só uma característica pessoal para viver melhor? Existe alguma vantagem em ser resiliente?

Um corpo resiliente é aquele capaz de voltar à sua forma original depois de ser submetido à uma deformação por uma força externa. Podemos fazer uma associação com o ser humano que, por exemplo, ao ser submetido à uma pressão externa, findada essa pressão, volta ao seu estado emocional e psicológico sem prejuízos.

Ser uma pessoa resiliente é ser capaz de lidar com crises de forma criativa e competente, uma vez que a pessoa resiliente não tende a ficar pressa em reclamações ou em arrumar culpados para algum problema. Tendem a focar em solução e possuem a visão de que nada é para sempre, a pressão e o stress passarão e cabe à esta pessoa buscar alternativas para que haja o menor impacto negativo possível não só no seu trabalho mas em sua vida pessoal.

Existem 3 características principais comuns às pessoas resilientes:

Aceitação da Realidade

Existem coisas que podemos mudar, outras não podemos. Pessoas e profissionais normalmente sofrem muito quando tentam mudar aquilo que não está em seu controle. Aceitar a realidade tal como ela é, é o primeiro passo para conseguir traçar uma rota para atingir aquilo que se deseja. E aqui chamamos a atenção para um ponto. Não queremos pessoas conformadas. Podemos (e devemos) mudar a realidade que estiver ao nosso alcance para atingirmos os objetivos que desejamos.

Crença Inabalável no Sentido da Vida

Pode até parecer um pouco metafísico ou espiritual, embora não seja esse o propósito… se bem que as pessoas que possuem uma visão espiritualizada da vida tendem a compreender e terem mais facilmente essa característica. Porém, não só elas possuem essa característica. Ter um sentido na vida é importante para qualquer coisa. É a sua motivação intrísceca que vai te dar a energia de continuar vivendo. O autor Viktor Frankl tem um livro muito bom que fala sobre isso que se chama Em busca de sentido. As pessoas que têm um sentido na vida, um propósito, têm mais força para passar por situações difíceis, vide pessoas que adoecem que conseguem uma excelente recuperação, já em direção contrária, as pessoas que não possuem um sentido na vida não só demoram na recuperação, como, dependendo da gravidade, vão a óbito.

Capacidade de Improvisar

Improvisar é a liberdade de fugir da regra quando for necessário. As regras são importantes até um momento, após isso, elas devem ser quebradas. É preciso fazer, avaliar, reformular e refazer. Em situações de crise, normalmente as regras não se aplicam, até porque muitas das regras são feitas para funcionarem em cenários perfeitos. As crises vêm para pegar todo mundo de surpresa, para te deixar sem eira nem beira e se você não for capaz de inovar, você é engolido.

***

O mais interessante disso tudo é que você pode desenvolver todas as características. Se você realmente está disposto a se tornar uma pessoa competitiva no mercado, é preciso se tornar uma pessoa resiliente. Constantemente as empresas e os clientes buscam pessoas resilientes. Não importa o quão bem capacitado você é tecnicamente, sem a resiliência, você está fadado ao insucesso.

Se é realmente importante para você ser um empreendedor, um empresário ou um empregado competitivo, agende uma sessão de coaching de alinhamento onde poderemos traçar um programa de coaching capaz de te colocar em novos patamares na sua vida pessoal e profissional.

Grande abraço,

Ramon Barbosa
Personal & Executive Coach

Diga o que você pensa a respeito...

2 comments

  • Renata Netto8 de novembro de 2016 at 12:53Reply

    Grande Ramon! Mais um artigo que exala seu appeal intelectual! É um privilégio poder ler isso! 🙂 No segundo parágrafo, pareceu mais do mesmo, mas então vieram os demais e seu diferencial (que eu sabia que apareceria) se revelou: não apenas voltar ao estado anterior, mas se recriar, se reinventar a partir de uma experiência desafiadora. Obrigada por essas palavras! Abraço forte! 🙂

  • JOSE LUIZ COSTA DA SILVA9 de novembro de 2016 at 17:24Reply

    Como sempre, mais um excelente artigo criado pelo o nosso querido mestre Ramon. Parabéns pelo artigo e obrigado pelas dicas de como ser resiliente em tempos de crise.

www.000webhost.com